Falando de gestão de pessoas …

Pré-visualização da imagem

 

Falando de gestão de pessoas, para seu conhecimento, ou melhor, para nossa lembrança, as pessoas são muito mais do que aquilo que elas sabem fazer.
Nos corredores corporativos é muito comum se escutar: Como esta pessoa não sabe isso ou aquilo? Se isto ou aquilo retratam uma habilidade profissional, a resposta é simples; a pessoa não sabe porque nunca precisou saber. Adultos aprendem o que é útil e retém o que faz sentido.
Quer engajar acima da média? Passe do nível de pensar só no que as pessoas sabem e passe a pensar em como elas se sentem.
Na dinâmica do nosso comportamento, o sentimento vem antes da ação. Antes de dar treinamento, dê sentido. Dê coragem também e abra caminhos para o sucesso!

Quais são suas intenções?

Como anda o seu engajamento?

Aham! Não estou falando daquela pesquisa de engajamento lá da sua empresa; pergunto sobre o engajamento que é pilar de uma vida feliz, segundo a psicologia positiva. Aqui engajamento se traduz em concentração, nível de consciência, no quanto você usa de foco ao realizar uma atividade. Esclarecimentos feitos, pensa novamente por favor: como anda o seu engajamento? Por muitas vezes “empurramos” vários assuntos ao mesmo tempo, tratando um pedaço e aqui e outro ali, quando dá. Um trato automático, acionado pelo botão da urgência, de qual assunto “grita” mais, um caminho perigoso para a produtividade e também para a felicidade. Refletindo sobre o tema, ensaiei uma conclusão que chega a ser engraçada … o caminho para se engajar mais é se engajando! Aumentar o engajamento com as reflexões sobre como anda a nossa vida vai nos ajudar a encontrar um novo posicionamento neste empurra e puxa de assuntos do dia a dia. Esta reflexão faz sentido para você? Faça a sua reflexão também, se engaje com este tema 😉 Te desejo coragem e sucesso!

Ando muito incomodada comigo!

A bem da verdade, faz tempo que deixei de me incomodar com outras pessoas. Exercícios de retomada do controle de mim me ensinaram uma, entre tantas coisas: o caminho mais curto para uma vida produtiva funciona na mão “de dentro para fora”. Ainda sobre o meu incômodo, se a comunicação não é clara, o que mais eu poderia ter perguntado? Se o ambiente não é seguro, qual parte deste perigo me cabe? Pegou? Se incomode com quem pode mudar a situação, você! Aceite este exercício de protagonismo, de coragem e de sucesso!

Bons Sonhos

Especialistas dizem que se você não usa uma roupa há mais de 6 meses, ela já não faz sentido para você. Melhor doar.
E sobre sonhos? Será que tem um esquema de rotatividade deles? Qual o ciclo de sono de um sonho? Quanto tempo ele pode ficar dormindo ? Em quanto tempo é preciso trocar um sonho velho por um sonho novo? Ou fazer ajustes , atualizações nos nossos sonhos?
Neste momento tem gente sonhando com lugares, pessoas, empregos que não são mais como antes, se é que um dia foram da forma idealizada.
Um convite? Sonhe sempre!
Uma reflexão? Goste mais de realizar do que de sonhar.
Um exercício? Faça sua lista de sonhos e confirme se eles são do tamanho que você é hoje.
Sonhar grande e sonhar pequeno dá o mesmo trabalho 😉
Vai! Sonhe e realize! Com muita coragem e sucesso!

Como é a oportunidade de carreira que você está buscando?


Uma pergunta simples para a qual a maioria das pessoas ainda não se dedicou a formular uma resposta.
Para dar nome, rosto, localização para esta oportunidade é preciso fazer um exercício de ganhos e perdas. Vamos praticar?

Na hipótese de você ter que escolher entre duas oportunidades, você opta pelo melhor pacote de remuneração? Esta é a resposta mais comum e a campeã entre os profissionais arrependidos. É preciso avaliar mais …

Qual oportunidade tem o nível que eu quero de desafio?
Qual oportunidade tem o nível que eu quero de qualidade de vida?
Qual oportunidade tem o nível que eu quero de desenvolvimento?
Qual oportunidade vai me levar ao local onde eu gostaria de trabalhar e/ou viver?

É improvável que uma oportunidade responda sim a todos os requisitos, por isso é importante saber o que se quer, o que é preciso ganhar e o que dá até para perder.

Quem não desenha bem a oportunidade alvo corre risco de estar do ladinho dela e não perceber …. ou longe dela e não saber como se preparar para chegar lá.

Quando se pensa em carreira, é muito menos sem querer e muito mais de propósito.

Pegou? Faça o desenho da sua oportunidade alvo.

Te desejo coragem e sucesso!

Avaliação de Desempenho

Muitas coisas são difíceis na vida, mas a tal da autoavaliação de desempenho deixa muita gente louca ….
Daria bem uma capa de jornal ” Fim do ano está chegando e trabalhadores já sofrem com a autoavaliação de desempenho”.
Pode ser uma avaliação baseada em objetivos, em competências, em comportamentos chave , não importa, o desafio é igual.
O exercício em si é simples, alguém deve dizer o que pensa de si mesmo, com base em fatos reais … a questão é que este alguém pode ficar refém dos próprios vieses inconscientes e não conseguir fazer uma autoavaliação justa. Tem de tudo …
Tem quem se dê nota mínima em tudo;
Tem quem se dê nota máxima em tudo;
Tem quem fuja da avaliação até o último minuto!
E tem dica! Não precisa ser tão difícil assim! Muita coisa na nossa mochila emocional pesa na hora de falarmos de nós mesmos, então comece de leve, faça o exercício em terceira pessoa. Avalie você mesmo de uma posição mais distante, como quem avalia outra pessoa, será mais fácil. E com o tempo você vai chegando mais e mais perto, até poder se ver mesmo de dentro pra fora.
Vai, não foge! Experimenta e me conta.
Você vai precisar de coragem, mas certamente será um sucesso!

Sal a gosto!

Comecei na culinária bem cedo, eu devia ter 5 anos se muito e minha mãe colocava parte da massa do bolo dela em uma lata que tinha sido de goiabada , então customizada para ser minha forma de bolo.
Eu comecei untando e enfarinhando “minha mini forma”, usando parte da massa dela e nossos bolos assavam juntos! Lembro de cada cheiro, dela, dos bolos, e assim em pouco tempo eu já tinha uma bela experiência de boleira, com formas bem maiores!
Tudo certo com o desafio doce, com o passar dos anos fui me aventurar nas receitas salgadas. Me lembro bem da primeira vez que ainda criança eu li a recomendação : sal a gosto!
Fiquei confusa e me senti injustiçada. Que covardia, sal a gosto! Eu nunca fiz este prato, não sei quanto sal dá que gosto, vou estragar comida, a mãe vai brigar, não vou cozinhar!
Minha desistência durou pouco, minha mãe resolveu meus conflitos com o sal e a vida seguiu. E não estou contando aqui esta história para te dar fome, quero te lembrar que profissionalmente você já ouviu ou já falou “sal a gosto”. Precisamos respeitar a curva de aprendizagem das pessoas . Ensine! Compartilhe as dicas, ajude alguém a chegar no seu nível, forme pessoas melhores que você!
Combinado?
Parafraseando o poeta, com açúcar, com afeto, te desejo coragem e sucesso!

Não deixe o tempo se perder …

Tenho a honra de conhecer pessoalmente muitas pessoas desta minha grande rede, mas mesmo que nós nunca tenhamos nos falado, eu estou certa que você não tem tempo sobrando. Ninguém tem. E é provável que você tenha um bocado de tempo perdido. Quem nunca?
O tempo é curto, mas é curto igual para todos; a razão de uns produzirem mais do que outros geralmente mora na competência de priorização. Alguns tem, outros não. Alguns mais, outros menos.
E como desenvolver esta competência então?
É simples, não é fácil. O primeiro passo é tomar consciência da necessidade, depois encontrar o que se deve aprender para avançar na competência, depois abandonar alguns comportamentos e adotar outros e assim caminha o desenvolvimento…

E para um excelente começo, que tal responder estas perguntas para o espelho?

✓ Você está sempre ocupado?
✓ No fim do dia você sente que fez muitas coisas mas fica “devendo” tarefas importantes?
✓ Assuntos ficam parados por sua causa, em casa ou no trabalho?
✓ Você se distrai apenas no lugar de se divertir?

Escute as respostas com atenção … você vai encontrar comportamentos para abandonar e para adotar.

Não deixe o tempo se perder … quando o tempo se perde, leva junto muitas oportunidades!

Desejo que você ache tempo e também coragem e sucesso!

Da matemática do desenvolvimento …


Existe uma razão direta de proporção entre a vulnerabilidade e a produtividade. Quanto maior uma, maior a outra. Pensa comigo …
Quem é vulnerável não investe tempo para fingir que é … A pessoa é o que é! Sente o que sente, lida com isso e o tempo que seria gasto em representações vira todo energia produtiva, em todos os focos de dedicação da vida. Família, trabalho, comunidade.
Meu convite? Seja você e seja grande! Pessoas vão aplaudir e outras vão resistir a você, normal e ainda todas estas pessoas vão passar , sua história fica 😉
Vai! Te desejo vulnerabilidade, produtividade, coragem e sucesso!