Onde você se perdeu?

Nunca tivemos tanta tecnologia, tantos recursos, tantas ferramentas para resolver nossos problemas; profissionais que se dedicam a contínuo estudo e preparação, pesquisa e desenvolvimento de estratégias e soluções para as demandas do cotidiano. Isso é bom! Aliás, isso é muito bom!

O que me traz aqui é a constrangedora simplicidade das soluções que são apontadas por tanto estudo. Eu já tive que aprender a respirar e beber água, também a mastigar e a ouvir meu interlocutor ativamente antes de pensar na resposta …  Coisas tão simples, tão naturais, mas eu me perdi nelas … e você, onde já se perdeu?

Pensando em mais algumas soluções simples e vitais para as nossas dificuldades, lembro do hotel que ensina as pessoas a dormir, dos workshops que trabalham a confiança, a gratidão, o perdão, lembro que em alguns momentos precisamos de ajuda profissional para reconhecer a fome e para reconhecer que nos ocupamos demais para fugir do que realmente tem que ser feito.

Coisa simples e complexa este tal de ser humano …

Sabe o que eu penso mesmo disso tudo? Penso que quem se acha perdido, já deu o primeiro passo para se encontrar! Que todo recurso disponível deve ser usado para se ter de volta, ou quem sabe ter pela primeira vez, a condição plena de humanidade. Se a solução está no simples e o caminho é cuidar dos básicos, ponto para nós.

Para deixar uma dica, digo para você começar já uma jornada de autoconhecimento. Seja fluente no assunto você. Dentro de nós moram as perguntas certas e também as respostas. Seja pleno!

Sucesso!!!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *